Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A minha vidinha

A minha vidinha

02
Set19

Quando acampas ao lado de javardos

Maki

Como disse, esta semana fui acampar, não sonhava com o aborrecido que é acordar a meio da noite com o passo dos javardos. E quando digo javardos, falo literalmente de javardos, isto é, porcos selvagens, porque a vida dá muitas voltas e acabei por não ir para o Crato conhecer o badalhoco da minha vida.

E garanto-vos, que o ataquezito cardíaco associado acordar com passos ao lado da tenda, seguido de um roncozito não é bacano. Não é nada bacano, especialmente quando estás sozinha na tenda, sem qualquer tipo de arma de defesa, a não ser um candeeiro e uma geleira, e estás em modo casulo presa num saco cama. 

Como sou burra não sei se os bichos atacam a movimentos bruscos ou a barulhos, não arrisquei. Saí do saco cama da forma mais silenciosa possível, o que, tendo em conta a minha flexibilidade, foi extremamente complicado. E fiquei de cócoras à escuta, e preparatórios para me jogar para cima do bicho (o que por alguma razão me pareceu boa ideia...). Quando o som parou comecei a sussurrar para tentar acordar o casal da tenda ao lado, e nada. Comecei a chama-los baixinho porque eles tinham uma faca, e eles nada. Até que berrei e eles acordaram... Foram fazer um check ao perímetro, e eu invadi a tenda deles. Ficámos os 3 lá a dormir, até que ouvimos o som de um carro. O que, sendo aquilo propriedade privada, não devia acontecer. Desta vez ficámos os 3 acordados, em modo sobrevivência. Os sacanas dos homens ficaram com ar de mafiosos a fumar o seu cigarro no cimo do morro, pelo que, como estava escuro como o breu, só viamos a ponta do cigarro acessa. Saímos da forma mais silenciosa possível da tenda (que, dado a nossa flexibilidade e dores de costas foi um bocadinho triste...), e... Eram pescadores. 

Voltámos para o acampamento, como me sentia mais segura por haver mais 2 homens na zona, voltei para a minha tendinha e os meus amiguinhos para a deles. 

Mas pior do que o acordar com um porco ao lado, é nos apercebemos, debaixo de um céu estrelado, que somos a única criatura do grupo que não tem o seu futuro bem definido...

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D