Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A minha vidinha

A minha vidinha

17
Jun19

Infelizmente a minha avó não era o Rúben de Carvalho

Maki

A minha avó também morreu como consequência de uma queda de uma cama num sitio onde estava internada. Mas a minha avó só era importante para pessoas sem influência. Então ninguém achou estranho. 

Ninguém achou estranho a enfermeira chefe do sítio onde ela acabou por cair, que também era enfermeira no sitio onde ela teve a sorte de estar antes daquele, e que a acompanhou em ambos os lados e se queixava que ela se mexia muito à noite não lhe tivesse proporcionado uma rede no novo sítio para que ela não caísse. 

Mas também ninguém acha estranho que uma elevada quantidade de utentes que chega ao hospital onde ela teve a infelicidade de morrer provenientes do sítio onde ela teve a infelicidade de cair tenham sarna. Ninguém acha estranho que essa situação se prolongue há mais de dois anos. Dá uma ligeira comichão mas ninguém acha estranho. 

Também ninguém achou estranho quando a minha avó caiu não fosse uma auxiliar a encontra-la à beira da cama mas sim uma utente com alzheimer que vagueia pelos corredores e a encontrou à porta do quarto, porque se viu obrigada a se arrastar até lá para procurar ajuda. 

Também ninguém acha estranho a quantidade de casos de desidratação e desnutrição que chegam aos hospitais provenientes de sítios financiados pela vontade que as pessoas têm de ganhar algum dinheiro fácil aos raspar um cartão ou tentar acertar em alguns números. 

Porque infelizmente nem todos somos Rubens de Carvalho, nem todos influeciamos pessoas influentes. Nem todos temos o direito de achar coisas estranhas. 

Porque infelizmente o país não está preparado para a quantidade de idosos que tem. O serviço nacional de saúde não tem tantas pessoas a trabalhar lá como devia. E, mesmo que eu ache alguma coisa estranha, a quem é me posso dirigir? Quem é que está disposto a me ouvir? 

Ninguém, porque infelizmente a minha avó não era Rúben de Carvalho. Felizmente a minha avó era só uma mulher espantosa que teve a infelicidade de estar presente na vida de pessoas pouco influentes. 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D