Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A minha vidinha

A minha vidinha

28
Ago16

Somos sempre representados pelos piores espécimes...

Maki

Quando alguém pensa em engenheiros pensa em nerds, quando alguém pensa em pessoas do técnico pensa em filhos do papá, quando alguém pensa em gestão pensa em betinhos. Quando penso em pessoas de artes penso em hipsters com ar de enjoados. 

Conheço pessoas de artes que são 5 estrelas, mas honestamente quando penso em pessoas de artes não me lembro delas... Talvez por serem mais do que a área que escolheram, talvez por serem pessoas que não passam a vida a referir as suas escolhas, talvez por não se considerem diferentes dos outros pelas escolhas que fizeram, talvez por preferir referenciais negativos. Mas a verdade é que quando penso em pessoas de artes penso imediatamente em hipsters com cara de quem está a evitar soltar um peido. 

São duas da manhã, por que raio é que estou a fazer ênfase num grupo pequeno de pessoas e comecei de forma ambígua? Estou chateada e sempre me ensinaram que antes de dizer merda devo esclarecer a quem me refiro, neste caso refiro-me a um grupo restrito de pessoas que por acaso tendem a ser de artes e não a todas as pessoas de artes.

Ao longo da vida aprendi a entender o humor, a ironia, o olhar sem vida, o sarcasmo dos "soudiferentedetodos-nãomeentendemporquesãoplebe" mas não sou fã. Uma vez caí no erro de sair com 3 desses, após meia hora toda a minha alegria e vontade de viver tinha sido sugada juntamente com a réstia de auto-estima que me restava, passada uma hora estávamos a julgar alguns projectos que tinham tido uma classificação maior do que era suposto, após me perguntarem o que achava e ter caído no erro de admitir que considerava maior parte dos projectos que me tinham mostrado estavam bem melhores do que o do rapaz que se queixava da sua nota foi-me dito que a minha opinião de pessoa comum cujo cérebro não estava preparado para entender conceitos abstractos não era bem vinda. Farta de piadas relacionadas com Gustavo Santos fui-me embora com o intuito não repetir o erro. E não repeti. Mas hoje o facebook foi um fofo e fez-me lembrar dessa noite graças a uma publicação sobre um tema que me toca feita e comentada por hipsters com ar de quem está a conter uma bufita o que acabou por gerar este post ranhoso. 

 

Atenção: 

  • Podes ser de artes e não ser um idiota;
  • Podes ter sempre cara de frete e não ser um idiota;
  • Podes ter um humor característico e não ser um idiota;
  • Podes ser hipster e não ser um idiota;
  • Podes usar o sarcasmo sem que ninguém entenda e não seres um idiota;
  • Podes não ter vontade de viver e não ser um idiota;
  • Podes considerar-te especial e não ser um idiota.

mas se da lista acima a única coisa que falha é não seres de artes, lamento, mas és um idiota*.

 

(*)idiota - genero de pessoa de que me queixei ao longo do post. Podes ser um idiota sem ser este tipo especifico de idiota.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D